Anterior Próximo
Compartilhar

Teatro Nacional Cláudio Santoro em Brasília

O Teatro Nacional Cláudio Santoro foi projetado por Oscar Niemeyer em 1958, na primeira leva de projetos para a Nova Capital, Brasília.

O monumento está localizado ao lado da Rodoviária, tendo percorrido longo caminho da transposição do risco inicial do arquiteto até um artefato arquitetônico plenamente construído.

O Teatro Nacional Cláudio Santoro localiza-se no Setor Cultural Norte, local em que marca o cruzamento dos dois eixos que estruturam a cidade – e à Esplanada dos Ministérios.

Com uma área construída de 43.000 m2 distribuída entre o prédio principal e o anexo.

O prédio principal pode ser descrito como um volume fechado, em forma de pirâmide truncada – que remete à arquitetura pré-colombiana.

A localização do Teatro faz com que ele componha tanto a urbe/metrópole, com milhares de pessoas passando no seu entorno, circulando entre a rodoviária, shoppings, prédios administrativos e de serviços; quanto à civitas/capital nacional, integrando o eixo que abriga os prédios dos ministérios, Museu Nacional, Catedral e, por fim, a Praça dos Três Poderes, com os Palácios do Congresso Nacional, Planalto e Supremo Tribunal Federal.

O bloco principal do Teatro Nacional acolhe três salas de espetáculos: a Villa-Lobos, com capacidade para 1.407 pessoas na plateia; a Martins Pena, 407 pessoas; e a Alberto Nepomuceno, 95 pessoas; além de camarins, áreas administrativas e de apoio. No Teatro há quatro acessos principais, dois em diferentes níveis, a oeste, direcionados para a praça que se estende até um shopping center, pelos quais se chega às salas Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno. Na outra extremidade do prédio, a leste, há a entrada para a Sala Martins Pena. Na lateral sul, há uma rampa que conduz ao hall que leva ao Espaço Dercy Gonçalves. Esses múltiplos acessos facilitam a distribuição do público dos diferentes espaços. Ao redor do prédio, o jardim projetado por Roberto Burle Marx forma uma composição que remete à vegetação mexicana, pois utiliza espécies de ambientes áridos como velozias, yucas e agaves.

Externamente, a volumetria do prédio, sua textura e sua implantação fazem com que pareça árido e hermético em relação ao seu entorno. Ao entrar no prédio, porém, o que chama a atenção é a diferença entre o espaço interno e o externo. Um jardim, também projetado por Roberto Burle Marx, está presente em amplo foyer, com pé direito duplo, onde vegetação exuberante se destaca. As intervenções artísticas de diferentes autores e o teto inclinado em vidro translúcido colaboram para uma ambientação surpreendente, cuja linguagem em Brasília – se tratando de uma obra de Niemeyer – só pode ser comparada com a do Palácio do Itamaraty. Este contraste entre o ambiente externo e interno é uma das principais características do prédio.

O acesso à sala principal, a Villa-Lobos, é feito por delicada rampa que conduz à plateia, em nível inferior ao foyer. Nesta sala o palco italiano é o ponto focal delimitado por paredes em leque que permitem que o cenário avance em direção à plateia. Por ser um teatro próprio para apresentações de ópera, possui fosso para orquestra. A Sala Alberto Nepomuceno, por sua vez, possui forma retangular, pequeno palco e mesas para a leitura de partituras. Entre os foyers da Sala Villa-Lobos e o da Martins Pena há uma circulação que cruza o prédio principal, elevando-se cerca de 3,00 m até o hall de entrada para os elevadores do Espaço Dercy Gonçalves, e descendo novamente até o nível do Foyer da Sala Martins Pena. Conceitualmente o foyer da Sala Martins Pena é uma versão reduzida do principal, com jardim menor e pé-direito simples. A sala de espetáculos possui palco próprio para espetáculos de comédia.

Além das salas para apresentações, destaca-se o Espaço Dercy Gonçalves que pode ser acessado a partir de hall com dois pequenos elevadores. Esse salão, idealizado como um restaurante panorâmico, é cercado por vidros e possui varanda que permite a vista do centro da cidade e da Esplanada dos Ministérios. Obviamente, o prédio ainda conta com generosas áreas destinadas aos camarins, às coxias e aos intricados equipamentos eletromecânicos que permitem os arranjos cenográficos.

Como chegar?

Abrir no maps

Anterior Próximo
Compartilhar

Curtiu?
Reserve um city tour ou passeio agora!

Data
Adultos
Bebês
Crianças

Sobre

O Viaja Brasil é um impulsionador do Turismo Nacional, atuando para fortalecer todas as regiões do país, promovendo e comercializando os principais destinos turísticos brasileiros através de uma ação deste grande Portal, aproximando vendedores e compradores por meio de uma plataforma de comércio eletrônico.

Contato

Setor Comercial Norte Quadra 05 Bloco A – Sala 417 - Torre Norte Brasília Shopping – Asa Norte, Brasília-DF
[email protected]

Faça parte

Integre seu negócio

Área do agente

Acesse
Cadastre-se

Viaja Brasília

Viaja Brasília 2002 - 2020 ®
Todos os direitos reservados
Powered by Viaja Brasil